GS Inima Samar recebe comitiva da Agência Reguladora e Prefeitura na obra da nova Estação de tratamento de água de Araçatuba

A estação, que está sendo construída às margens do Ribeirão Baguaçu, tem investimento de R$ 34 milhões e vai beneficiar mais de 100 mil habitantes.

 

Uma comitiva formada por representantes da Agência Reguladora e Fiscalizadora DAEA, da Prefeitura de Araçatuba e vários órgãos de imprensa visitou hoje pela manhã (18/08) o canteiro de obras da nova Estação de Tratamento de Água do município, a ETA-4, que fica na sede da GS Inima SAMAR, no complexo do Ribeirão Baguaçu.

Os visitantes foram recebidos pelo diretor técnico da GS Inima SAMAR, Rondinaldo Lima e engenheiros responsáveis pela obra, que apresentaram a planta do projeto, que terá investimentos de R$ 34 milhões de reais, um dos maiores da história do saneamento em Araçatuba.

Equipados com itens de segurança, a comitiva seguiu para o canteiro de obras, e puderam conferir o local e as bases para a construção de tanques e reservatórios da nova estação, além da casa de cloração.

A nova unidade terá capacidade de captação de 2.000 m³/h de água (ou dois milhões de litros de água por hora). E contará com quatro módulos, cada um com capacidade de produção de 500 m3/h, compostos por filtros de tratamentos, floculadores mecanizados, decantadores, e laboratório para análise de amostras e monitoramento da qualidade da água, além de sistema de desaguamento de lodo.

 

Obra histórica

Depois da visita, o comissário-geral da Agência Reguladora e Fiscalizadora DAEA, Márcio Saito, destacou o caráter histórico da obra. Segundo ele, a construção de novas estações de tratamento de água em Araçatuba acontece com intervalos de décadas. A primeira, ETA1, foi construída na década de 30. A segunda, ETA-2, no final da década de 60. A terceira, ETA-Tietê, em 2013. “E agora, a GS Inima SAMAR está antecipando uma obra, que, pelo contrato, só seria feita em 2033. Com isso, Araçatuba terá segurança no fornecimento de água por mais pelo menos 30 anos”, destacou Saito.

O chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araçatuba, Marcelo Oliveira, disse que os recursos tecnológicos da nova estação vão reduzir a quase zero as perdas de água durante o processo de tratamento e isso é muito importante para poupar e preservar o Ribeirão Baguaçu.

O diretor técnico da GS Inima SAMAR, Rondinaldo Lima, destacou os investimentos que estão sendo feitos para manter Araçatuba no ranking das melhores cidades saneadas do Brasil e falou da importância da construção de uma nova estação que também vai aumentar a redundância do abastecimento no município. “Quando a nova estação estiver pronta, as atuais ETAs 1 e 2 serão mantidas como backup, ou seja, serão reservas para um abastecimento contínuo em Araçatuba, caso seja necessária qualquer manutenção. Com isso, teremos um sistema mais robusto do ponto de vista operacional e menos riscos de desabastecimento”.

 

Webinar

Ainda como parte início das obras da ETA 4, a GS Inima SAMAR realizará, no próximo dia 27 de agosto, das 19h00 às 20h30, a Webinar com o tema “Segurança do Abastecimento de Água em Araçatuba”. O evento, que é aberto e gratuito, terá como palestrantes o diretor técnico da GS Inima SAMAR, Rondinaldo Lima, o diretor da Bacia do Baixo Tietê do DAEE, Lupércio Ziroldo, Comissário Geral da Agência Reguladora e Fiscalizadora DAEA, Márcio Saito sob a mediação de Roberto Muniz, será mediado pelo diretor de Relações Institucionais de Sustentabilidade da GS Inima Brasil. As inscrições podem ser feitas, gratuitamente, no site www.samaronline.com.br.

    Galeria de Fotos

  • GS Inima Samar recebe comitiva da Agência Reguladora e Prefeitura na obra da nova Estação de tratamento de água de Araçatuba