Pelo terceiro ano consecutivo, Araçatuba está entre as melhores cidades saneadas do país

O Ranking ABES Universalização do Saneamento de 2020, destaca Araçatuba entre as 40 cidades de grande porte com os melhores índices de saneamento básico do país.

 

Pelo terceiro ano consecutivo, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) destaca Araçatuba entre as 40 cidades com mais de 100 mil habitantes com os melhores índices de abastecimento de água, esgotamento sanitário e resíduos sólidos do país.  A pesquisa da ABES reúne 1857 municípios, representando cerca de 70% da população do Brasil que forneceram ao SNIS – Sistema Nacional de Informações de Saneamento - as informações para o cálculo dos indicadores.

Entre os milhares de municípios avaliados apenas 98 estão na categoria máxima denominada Rumo à universalização. Os de grande porte (acima de 100 mil habitantes) são apenas 40 municípios, a grande maioria nas regiões Sudeste e Sul. É nessa categoria que está Araçatuba, cujos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário são realizados pela GS Inima SAMAR, empresa do Grupo GS Inima Brasil. A cidade obteve o 30º lugar no Ranking ABES 2020 com 494,45 pontos. A nota máxima é 500.

Desde que assumiu os serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto de Araçatuba, em novembro de 2012, a GS Inima SAMAR investiu em inúmeras obras para a melhoria dos serviços de saneamento, que levaram o município rumo à universalização.

Nesse período, foram realizados investimentos de mais de R$ 100 milhões em obras de grande importância para o saneamento básico, como a reversão da bacia de esgoto da região norte de Araçatuba, que possibilitou a vinda de novas indústrias para o município.

Além disso, a GS Inima SAMAR realizou uma ampla reforma na Estação de Tratamento de Esgoto Baguaçu, que hoje trata todo o efluente coletado no município, e está construindo um secador de lodo com tecnologia inédita no Brasil.

No tratamento de água, a GS Inima SAMAR está construindo mais de 40 quilômetros de novas redes, que fazem parte da setorização da distribuição de água no município. Também prepara o início da construção de uma nova estação de tratamento de água que terá capacidade para atender uma população de 100 mil habitantes.

 

Ribeirão Preto

 

 

Além de Araçatuba, também Ribeirão Preto, cidade de 713 mil habitantes, cujos esgotos domésticos são tratados pela Ambient - Serviços Ambientais de Ribeirão Preto, obteve o 20º lugar no Ranking ABES da Universalização do Saneamento de 2020, com 496,8 pontos na avaliação.  Os dois municípios são operados pela GS Inima Brasil.

 

Para Paulo Roberto de Oliveira, CEO da GS Inima Brasil, a parceria dos municípios com empresas especializadas em saneamento é um dos caminhos para o Brasil atingir a universalização dos serviços públicos de água e esgoto: “O reconhecimento da ABES, entidade de profissionais do setor, mostra que estamos no caminho certo,” diz Paulo Roberto. “É um grande estímulo para continuarmos trabalhando, assumindo compromissos e entregando resultados como os alcançados por Ribeirão Preto e Araçatuba.”

 

Sobre o Ranking ABES

Em sua quarta edição, o Ranking ABES da Universalização do Saneamento é baseado nos indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, coleta e destinação adequada de resíduos sólidos, para identificar o quão próximo os municípios estão da universalização do saneamento. Apura ainda os impactos da ausência ou precariedade do saneamento na saúde da população. O ranking apresenta o panorama da situação de cada município em relação à formulação do Plano de Saneamento Básico, instrumento fundamental para as políticas públicas de saneamento no país e condição para obtenção de recursos da União para esses serviços a partir de 2023.

Além da categoria Rumo à Universalização, onde estão Araçatuba e Ribeirão Preto, as outras categorias do Ranking da ABES são Compromisso com a universalização, Primeiros Passos para a universalização (onde se enquadra a maioria dos municípios pesquisados, 1.520) e Empenho para a universalização

O ranking edição 2020 reúne 1857 municípios, representando cerca de 70% da população do Brasil, com informações dos municípios fornecidas ao SNIS – Sistema Nacional de Informações de Saneamento – para o cálculo de cada um dos cinco indicadores utilizados no estudo. As 27 capitais brasileiras estão presentes no ranking. O estudo divide os municípios em duas faixas populacionais: pequeno e médio porte (até 100 mil habitantes) e grande porte (acima de 100 mil), o que torna a comparação mais equilibrada. Para todas as bases foi considerado o ano de referência: 2018.

 

A novidade no Ranking ABES 2020 a inclusão do indicador Taxa de Internação Hospitalar, para correlacionar as variáveis saúde e saneamento, por meio das DRSAI – Doenças Relacionadas ao Saneamento Ambiental Inadequado, definidas em pesquisa financiada pela FUNASA nos anos de 2001 e 2002. Para este estudo são utilizadas as doenças de transmissão feco-oral (diarreias, febres entéricas, hepatite A). Sobre elas, calculou-se a taxa de internações média por 100.000.

 

 Sobre a GS Inima Brasil

 

Completando 25 anos, a GS Inima Brasil faz parte da operação mundial da GS Inima Environment, empresa espanhola controlada pelo Grupo GS E&C, o quinto maior conglomerado empresarial da Coréia do Sul. A GS Inima Brasil cuida do ciclo integral da água por meio da prestação de serviços de saneamento e de utilidades industriais em operações nos estados de Alagoas, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

    Galeria de Fotos

  • Pelo terceiro ano consecutivo, Araçatuba está entre as melhores cidades saneadas do país