Samar - Soluções Ambientais de Araçatuba

Notícias

SAMAR e Secretaria do Meio Ambiente realizam neste sábado a 2ª Expedição Baguaçu

Publicado em

Neste sábado (09/06), a partir das 08h, a SAMAR e a Secretaria do Meio Ambiente realizarão a 2ª Expedição Baguaçu. O projeto nasceu após a realização de encontros para organizar ações de preservação e conscientização sobre a importância do Ribeirão Baguaçu. O resultado foi a criação da Expedição Baguaçu.
Nesta segunda edição, a Expedição deverá reunir cerca de 100 pessoas, entre elas ambientalistas, agentes de Educação Ambiental, Tiro de Guerra, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, alunos e voluntários que irão percorrer às margens do Ribeirão para traçar um diagnóstico completo das atuais condições do rio e definir ações de preservação, reposição de mata ciliar e conscientização da população do entorno, além de identificação das espécies que compõem a fauna e flora.
A trilha sairá do Parque Ecológico Baguaçu e seguirá até a ponte que passa pela rua dos Fundadores. São aproximadamente 3 mil metros de caminhada, com grau de dificuldade moderado e duração aproximada de duas horas e meia.

Primeira Expedição Baguaçu

A primeira edição do evento foi realizada no dia 03 de junho de 2017. A trilha percorreu o trecho desde as proximidades da Rodovia Marechal Rondon até a captação de água para o abastecimento público em Araçatuba, na sede da SAMAR. No total foram 3.600 metros de trilha com grau de dificuldade moderado, considerado o mais alto já encontrado na área urbana de Araçatuba. A duração total do passeio foi em média de três horas. Em alguns trechos existiram pontos de travessia em área alagada, de grandes erosões, cercas de arame farpado e partes escorregadias. Para auxiliar no percurso, foi necessário o uso de ancoragem com corda em algumas travessias.
Durante a 1ª Expedição Baguaçu foi possível identificar ponto crítico com grande acúmulo de lixo, próximo à ponte do bairro Alvorada.  Houve também pontos positivos na expedição como a identificação de três matrizes florestais: uma árvore de Genipapo, uma árvore Leiteiro e uma palmeira Macaúba, além de herbáceas como Guaraná Mirim.
Após o diagnóstico da 1ª Expedição Baguaçu, a SAMAR já iniciou importantes obras para a preservação do Baguaçu, como por exemplo, o remanejamento e manutenções em emissário, obra de setorização para diminuição de perdas e reflorestamento com mais de 80 árvores.